Ação educacional na Paraíba reúne juízes, desembargadores e ministros

Juízes, desembargadores e ministros participam de ação educacional na Paraíba

Pela primeira vez, juízes, desembargadores e ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) estiveram juntos em curso destinado a formação de tutores para a magistratura. A Formação de Formadores Nível 1 Módulo 1 do Nordeste aconteceu de 29 a 31 de agosto, em João Pessoa, e contou com exposições e dinâmicas para discussão de temas relacionados aos processos de ensino e de aprendizagem no contexto da magistratura, a partir dos princípios pedagógicos da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

Antes do início das atividades, os presentes fizeram um minuto de silêncio em homenagem ao ministro Ruy Rosado de Aguiar, falecido no último dia 24 de agosto. “Ele não gostava de homenagens, era extremamente simples e profundamente generoso com o jurisdicionado, mais até do que com os seus amigos. Eu tive o privilégio de conviver com ele e posso atestar que, dificilmente, vamos encontrar uma pessoa que reúna tantas qualidades juntas. Entre as quais, repito, a simplicidade. O minuto de silêncio não é para derramarmos tristeza. Ao contrário, queremos expressar nossa gratidão pelo Brasil ter tido um juiz e um ser humano tão magnífico quanto o ministro Ruy Rosado”, afirmou o ministro Herman Benjamin antes da homenagem.

Após, o ministro Herman Benjamin destacou que esta é a 49º edição do primeiro módulo da ação formativa. Segundo ele, o curso busca, por meio de troca de experiências e da vivência dos participantes, estruturar novos conhecimentos, desenvolver competências e estimular a reflexão sobre a reorganização de práticas relacionadas à gestão do trabalho pedagógico. “Pela primeira vez, temos a participação, não só de juízes, mas, também, de ministros do STJ como alunos, além de desembargadores da região. Com isso, estamos ampliando a base dos professores-magistrados treinados pela Enfam”, disse o ministro diretor-geral da Escola.

Para o diretor da Escola Superior da Magistratura da Paraíba (Esma-PB), desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, a capacitação promovida pela Enfam possibilita a disseminação do conhecimento na formação pedagógica dos novos formadores, não ministrando aula sobre Direito e nem de como exercer a magistratura, mas, sim, de como formar, pedagogicamente, os novos juízes.

Também presente no curso, o diretor da Escola da Magistratura Federal da 5ª Região (Esmafe5), desembargador Rogério Fialho, ressaltou que as magistraturas estadual e federal precisam estar cada vez mais atentas às novas realidades. “No contexto de globalização em que vivemos, o juiz necessita estar preparado e capacitado para prestar uma jurisdição de acordo com uma nova ordem estabelecida mundialmente. Sendo assim, a Enfam vem promovendo esses cursos de Formação de Formadores e capacitando juízes e professores para disseminar esses conhecimentos aos magistrados”, disse.

O curso possibilitou aos magistrados uma ampliação dos conhecimentos pedagógicos aplicados ao contexto da magistratura na formação de novos juízes. Além disso, os três dias de ação educacional habilitaram os participantes com métodos ativos mais modernos, que se contrapõem ao modelo tradicional de aula expositiva.  Por fim, a avaliação dos discentes acerca do curso ressaltou a importância de constante atualização sobre a prática docente.

“A importância que eu vejo maior é de dar oportunidade a magistrados, não só do primeiro grau, mas também do segundo grau e de tribunais superiores, de se atualizarem permanentemente”, afirmou o ministro Rogerio Schietti Cruz, que participou da Formação de Formadores.

Realizada pela Enfam, em parceria com a ESMA-PB e a Esmafe-5, a ação educacional foi ministrada por Roberto Bacellar, Erisevelton Silva, Taís Schiling e Rita Silvana, e reuniu mais de 60 magistrados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Alagoas, além de quatro ministros do STJ.

Veja mais fotos no Flickr da Enfam.

Fotos: Ednaldo Araújo/TJPB