Oficina Estudo do Meio tem como objeto reunião do Centro Nacional de Inteligência

Uma das metodologias ativas do curso Formação de Formadores em Prevenção de Conflitos e Gestão de Precedentes, a oficina Estudo do Meio teve como objeto uma reunião do Grupo Operacional do Centro Nacional de Inteligência (CIn). Durante a atividade, realizada no dia 5 de fevereiro, em Brasília, os participantes do curso puderam observar a dinâmica do encontro e a produção de notas técnicas que servem para construir coletivamente soluções para problemas sistêmicos da Justiça Federal, relacionados às demandas repetitivas ou com potencial de repetitividade.

O Grupo Operacional do Centro Nacional de Inteligência tem a missão de prevenir e solucionar conflitos, monitorando as ações judiciais, além de identificar a motivação e evitar a judicialização indevida.

Os 80 participantes receberam roteiro de assuntos a serem tratados com o CIn, a fim de sanar dúvidas e realizar entrevistas com os membros do grupo, que os auxiliaram pela primeira vez. Além disso, protagonizaram criação de material audiovisual, que resultou na exposição de fotos da reunião. “Foi muito enriquecedor, proporcionou muito conhecimento”, afirmou o juiz federal Vladimir Vitovsky, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2).

Para Vânila Cardoso, juíza federal da 18ª Vara de Belo Horizonte e também coordenadora do curso “Formação de Formadores em Prevenção de Conflitos e Gestão de Precedentes”, o resultado da oficina mostrou que “trabalhar a cooperação entre as instâncias é essencial para compreender o sistema judiciário. ”

Veja mais fotos no Flickr da Enfam.