“Conhecer Acessível”: Enfam finaliza a semana com palestras sobre tecnologia, acessibilidade e inclusão

Ação educativa conta com o apoio da Escola do Poder Judiciário de Roraima e da Rede de Acessibilidade

A Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) prosseguiu, nesta sexta-feira (22/4), com o ciclo de palestras e workshops do curso “Teoria e práticas da inclusão”, com a participação da professora da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e coordenadora do Núcleo Amazônico de Inclusão e Tecnologia, Andrea Miranda, e com o consultor da Tecassistiva – Tecnologia e Acessibilidade Guilherme Lira.

Tecnologia assistiva
Em sua apresentação, a professora Andrea Miranda falou sobre a relevância e o impacto da tecnologia assistiva na vida das pessoas com deficiência (PCD). “Essas tecnologias são importantes para que as pessoas com deficiência possam ter uma vida independente, autônoma e feliz. Que elas possam ser exatamente como são”, explicou a professora.

A palestrante discorreu sobre a importância do debate acerca do ciclo de vida da tecnologia assistiva e sobre como se dá a organização das tecnologias no auxílio à pessoa com deficiência. “Todas as pessoas, independentemente de sua condição física, sensorial, motora, cognitiva ou intelectual, têm os mesmos direitos e deveres. A tecnologia assistiva é qualquer produto, recurso ou serviço que vá expandir a função do indivíduo, para que sua vida seja incluída”, disse Andrea Miranda.

Transpondo barreiras
Em seguida, a exposição do consultor Guilherme Lira abordou o atendimento a pessoas com deficiência e o papel da tecnologia assistiva na acessibilidade e na inclusão social. “Acessibilidade é a possibilidade de transposição de barreiras para a participação de pessoas nos diversos âmbitos da vida. É uma condição fundamental para o processo de inclusão social”, afirmou Lira.

O palestrante falou sobre como os produtos de acessibilidade são um primeiro passo em direção à inclusão de indivíduos com deficiência na vida pessoal, social e profissional. “Os produtos de tecnologia assistiva mantêm ou melhoram o funcionamento e a independência do indivíduo, promovendo seu bem-estar. São exemplos de produto assistivo o aparelho auditivo, ampliadores manuais e eletrônicos, próteses e organizadores de pílulas”, exemplificou o consultor.

Assista à íntegra das palestras no canal da Enfam no YouTube.