Coordenador de ensino da Enfam anuncia para agosto início do primeiro curso de Formação de Formadores

Em elaboração desde abril pelo ministro Cesar Asfor Rocha, diretor-geral da Enfam, o primeiro curso de Formação de Formadores será realizado de 20 a 24 de agosto próximo, conforme informou hoje o responsável pela Coordenadoria de Ensino da Escola, Antônio Matoso Filho. Idealizado pelo ministro Luís Felipe Salomão e anunciado pelo ministro Cesar Rocha na abertura do XXVII Encontro do Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem), o referido curso é destinado aos integrantes de equipes pedagógicas e professores que atuam em cursos de formação e aperfeiçoamento de magistrados oferecidos pela Enfam e pelas demais escolas da magistratura.

O objetivo é atualizá-los com base nos fundamentos básicos da prática docente, incluindo abordagens teóricas e simulações de atividades práticas, com procedimentos didáticos e metodológicos apropriados à finalidade. O curso será ministrado na modalidade presencial, com carga horária de 31 horas, em três salas cedidas pela direção do Conselho da Justiça Federal. Serão 96 vagas, distribuídas igualitariamente para as 27 escolas estaduais e para as cinco federais. Cada uma terá direito a três vagas, sendo duas para docentes e uma para integrante de equipe pedagógica.

“Como órgão de apoio às escolas da magistratura, a proposta da Enfam é que o novo curso de capacitação alcance a todos os interessados. Somos o MEC do Judiciário. Por isso, não mediremos esforços até atingirmos o objetivo”, salientou Antônio Matoso. Integrante da área pedagógica da Enfam, Marizete da Silva Oliveira é uma das criadoras do curso. Na sua avaliação, a Escola vem cumprindo com suas atribuições constitucionais de firmar diretrizes e definir políticas públicas para a formação de magistrados. “Por determinação do ministro Cesar Rocha, nos dedicamos para assegurar às escolas judiciais o necessário apoio para o trabalho de ponta”, ressaltou Marizete.

A proposta de capacitação de docentes e demais agentes educacionais na formação e atualização de magistrados, denominada Diretrizes para Formação de Formadores no âmbito das escolas judiciais, sempre foi uma das prioridades do ministro Cesar Rocha na direção da Enfam. Na prática, a iniciativa da Enfam busca auxiliar as demais escolas da magistratura em relação às práticas de educação continuada destinada aos educadores, principalmente docentes, responsáveis por ações educacionais vinculadas aos magistrados, com inserção de proposta curricular e com esclarecimentos e direcionamentos relativos a procedimentos que possam instrumentalizar a prática dos agentes educacionais envolvidos com a magistratura.

Além das 96 vagas específicas para o curso, serão disponibilizadas outras 80 para as palestras de encerramento, no dia 24, no auditório do Conselho. Os palestrantes serão a desembargadora Marlúcia Ferraz Moulin, a professora Anelise Sihler e Marcelo Conforto, servidor da Enfam. Eles abordarão, respectivamente, os temas Experiência em tutoria, casos e causos, Educação a distância e afetividade e Cursos a distância na Enfam e compartilhamento nas escolas.