Encontro pedagógico discute visão global da formação inicial dos magistrados

Gestão de pessoas, sistema carcerário, políticas raciais, questões de gênero, ética e humanismo… O rol de temas ministrados pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados – Enfam nos cursos de formação inicial é amplo.

Para garantir que a soma dessas disciplinas não redunde em perda da visão do todo, formadores que atuam no Módulo Nacional foram convidados a refletir sobre suas experiências.

A reunião pedagógica promovida pela Enfam acontece hoje (5) e amanhã (6), na sede do órgão, em Brasília, com a participação de aproximadamente 60 formadores de todo o Brasil.

“Trata-se basicamente de uma reunião de trabalho, cujo objetivo é fazer com que a formação inicial dos magistrados seja percebida em sua totalidade”, explicou Eveline Pinheiro, chefe da Seção de Planejamento e Avaliação Educacional da Enfam.

“Cada formador trabalha com um ou dois temas específicos. Queremos assegurar que todos eles tenham uma compreensão global do módulo nacional, a partir da visão de que o objetivo maior é conscientizar o juiz em relação ao seu papel no Poder Judiciário”, completou.

Reflexão prévia

O encontro foi aberto pela secretária executiva da Enfam, Alessandra Cristina de Jesus Teixeira, e pelo presidente da Comissão de Desenvolvimento Científico e Pedagógico do órgão, Eladio Lecey.

Pela manhã, Eladio analisou elementos da prática educativa – em especial estratégias de ensino-aprendizagem utilizadas nas aulas que integram o Módulo Nacional. O relato baseou-se no acompanhamento presencial de cursos ministrados ao longo do ano passado.

Na oportunidade, ele chamou atenção para questões importantes, como a necessidade de evitar a repetição excessiva de metodologias ativas e o imperativo de a Enfam e os formadores fazerem uma reflexão prévia dos planos de aula.

“Temos de trocar figurinhas e negociar essa questão. Já participei de cursos em que quatro disciplinas distintas foram encerradas da mesma maneira”, alertou.

Convidados a participar, diferentes formadores articularam experiências, destacando o que tem dado certo em suas aulas, bem como algumas dificuldades vivenciadas.

À tarde, os participantes foram divididos em grupos de temas comuns. A intenção foi sintonizar a visão que eles têm dessas temáticas, levando-os a perceber suas disciplinas no contexto mais amplo da formação inicial.

A iniciativa agradou aos formadores presentes. “É uma oportunidade de uniformizar procedimentos e articular a aplicação de metodologias com os demais formadores”, avaliou a juíza Katy Braun (foto ao lado), do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul – TJMS.

Formadores de formadores

A reunião pedagógica com formadores da formação inicial não é a única ação que a Enfam vai executar nesse sentido. Já nesta terça-feira (6) à tarde a Escola promove um encontro com profissionais que atuam nos cursos de formação de formadores.

“A ideia é discutir tópicos que precisam ser aprofundados com esse público, que atua dentro de uma perspectiva pedagógica mais específica”, afirmou Eveline Pinheiro.

A reunião com docentes de formadores acontecerá durante um dia e meio, até o fim da tarde de quarta-feira (7). Aproximadamente 20 formadores de diferentes cidades devem participar do evento.

Confira mais fotos no Flickr da Enfam.