Enfam e ESMA encerram Curso de Formação de Formadores na Paraíba

A Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) encerrou, nesta sexta-feira (15), o Curso de Formação de Formadores realizado em parceria com a Escola Superior da Magistratura da Paraíba (ESMA). “Houve muita interação entre os instrutores e os magistrados alunos, o que possibilitou grande aproveitamento dos temas abordados, entre eles competências e formação para a docência com análise das peculiaridades e dificuldades do exercício da docência voltada para juízes”, destacou o desembargador Eladio Lecey, presidente da Comissão de Desenvolvimento Científico e Pedagógico da Enfam, que acompanhou os trabalhos.

Os 30 magistrados alunos, que serão formadores, foram orientados para a docência a partir do tema principal Teoria e Prática do Planejamento de Ensino. O curso foi solicitado pela ESMA diante da demanda da escola de promover, já no início de agosto, um Curso de Formação Inicial para os novos juízes que serão nomeados em breve.

O curso, ministrado na Paraíba, foi realizado de acordo com as diretrizes pedagógicas definidas pela Enfam, trabalhando a atuação docente, a partir de situações práticas, com o objetivo de desenvolver competência dos formadores para a elaboração de estratégias de ensino.

O diretor-adjunto da ESMA, Ricardo Vital de Almeida, resumiu a importância do curso: “paradigmático, em sua estrutura e pela determinação acadêmica, o Curso de Formação de Formadores! Conquista Real; crescimento geral dos magistrados formadores”.

Para o juiz Marcos Coelho de Sales, é de grande relevância a formação dos futuros magistrados. “Em boa hora, a Enfam se desloca até o Estado da Paraíba, objetivando socializar conhecimentos pedagógicos na área de Formação de Formadores. O Judiciário que a sociedade espera se funda numa construção coletiva, dialógica e democrática, retirando a relação aluno-aprendizado da zona de conforto, estimulando, por conseguinte, o seu protagonismo na construção do saber. Parabéns a todos que fazem a Enfam!”

A juíza Silmary Alves de Queiroga Vita também elogiou a experiência: “o curso de Formação de Formadores traz para nós, magistrados, uma grata surpresa quanto à necessidade de mudanças de paradigmas para a formação inicial e continuada no âmbito do Poder Judiciário, com foco humanístico, motivando os diversos atores da relação ensino-aprendizagem na formação do saber, desenvolvendo competências profissionais para a docência e organização do trabalho pedagógico”.

Os alunos foram orientados pelo desembargador Roberto Portugal Bacellar, do Tribunal de Justiça do Paraná, Mestre em Direito Econômico e Social pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná; bem como pelos pedagogos Erisevelton Silva Lima, Doutor em Avaliação pela Universidade de Brasília e Mestre em Educação na área de Política e Administração Educacional pela Universidade Católica de Brasília; e Maria Eveline Pinheiro, Mestre em Educação pela Universidade de Brasília, que compõe a equipe da Enfam.

Nos três dias de curso, foram abordados os seguintes temas: métodos de ensino e avaliação de aprendizagem; a perspectiva de competências no contexto da formação dos magistrados; objetivos, conteúdos, metodologias e proposta avaliativa na elaboração de planos; métodos de ensino e avaliação de aprendizagem; sensibilização do formador magistrado – ressignificação do papel e das práticas; autoavaliação, avaliação do curso e dos formadores.