Enfam encerra módulo nacional de formação inicial no Maranhão

Foi encerrado, na última sexta-feira (12), o módulo nacional do Curso de Formação para ingresso na carreira da magistratura, realizado pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) e pela Escola Superior da Magistratura do Maranhão (ESMAM). Os 96 alunos, que participam da última etapa do concurso para juízes do Tribunal de Justiça do Maranhão, contaram com uma semana de aulas planejadas e organizadas pela Enfam.

O último dia de aula do módulo teve a presença do juiz José Henrique Torres, do Tribunal de Justiça de São Paulo, falando sobre “O Juiz e a Sociedade” pela manhã, e da juíza Sandra Reves, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, falando sobre “Gestão Cartorária” à tarde.

“Fiquei especialmente feliz em encerrar essa turma do Maranhão. Senti profissionais comprometidos, preparados para assumir a carreira da magistratura e ansiosos por isso”, comentou a juíza Sandra Reves. Ao final da aula, a juíza apresentou um vídeo em que compara os juízes a um fotógrafo especialista em imagens de surf e mar. “O fotógrafo observa um movimento e procura um ponto preciso para registrar e transformar em arte. O juiz é um espectador dos conflitos sociais e procura um ponto preciso para solucioná-los”, completou.

Sociedade em foco

Os candidatos a magistrados do TJMA avaliaram o módulo nacional como um grande momento do curso. “Tivemos contribuições maravilhosas ao longo desta semana, que trouxeram um olhar mais humano do Judiciário, ressaltando a importância de estarmos próximos do jurisdicionado, pensando em decisões que atendam socialmente o anseio das pessoas. Ficou claro que, enquanto juízes, não é justo nos omitirmos e devemos trabalhar pela humanização do acesso à Justiça e com dignidade”, disse Urbanete Angiolis, candidata de Manaus (PA).

Para outro candidato, Uedson Uchoa, o módulo acrescentou à teoria que já vinha sendo ministrada a parte prática. “Eles conseguiram aliar perfeitamente a prática à visão mais humana, nos dando norte de como equacionar essa realidade”, afirmou.

Com informações da Assessoria de Comunicação do TJMA

Leia mais:

Enfam realiza formação inicial para 96 candidatos à magistratura no Maranhão