Enfam inicia Módulo Nacional para 18 novos juízes substitutos

A Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) iniciou, nessa segunda-feira (24/7), o Módulo Nacional do Curso de Formação Inicial para 18 novos juízes substitutos sul-mato-grossenses, empossados no dia 19.

Na abertura do curso, o desembargador Divoncir Schreiner Maran, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul (TJMS), falou a respeito dos desafios enfrentados até o momento de início da carreira na magistratura e garantiu que o Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul investirá fortemente na formação dos novos integrantes.

O diretor-geral da Escola Judicial de Mato Grosso do Sul (Ejud-MS), desembargador Júlio Roberto Siqueira Cardoso, recordou que antigamente os juízes faziam cursos de uma semana e eram designados para as comarcas, sujeitando-se à nova vida de magistrados. Não havia a mesma oportunidade de participação em um curso tão completo e abrangente.

Júlio enfatizou que “a Enfam se preocupou em mostrar ao magistrado a responsabilidade que ele adquire com o cargo, e já está provado que os que passam pelo curso sabem o quanto a sociedade e o Poder Judiciário esperam deles. Na parte local, traremos formadores ligados a diferentes áreas, ou seja, a tudo o que acontece no Estado, permitindo que tenham primeiro uma capacitação mais técnico-jurídica e depois a parte prática”.

O desembargador Eladio Luiz da Silva Lecey, presidente da Comissão de Desenvolvimento Científico e Pedagógico da Enfam, avaliou o momento como extremamente relevante e ressaltou que há magistrados bem preparados, entretanto lhes falta a vivência do dia a dia e até mesmo da própria vida, uma vez que a maioria é muito jovem. Por fim, concluiu que “é necessário que troquem experiências com magistrados mais antigos, que sejam despertados para temas relevantes para a jurisdição, como ética e humanismo. É realmente uma grande conquista esse curso de formação”.

Em nome dos novos juízes substitutos, Bruno Palhano Gonçalves expressou a ansiedade por iniciarem na carreira tão esperada, para a qual tanto se prepararam, e salientou a importância da fase prática do curso, principalmente o último módulo “quando coadjuvarão com os juízes nas varas de Campo Grande”.

No fim da abertura, o desembargador Eladio recebeu uma pequena recordação característica do estado sul-mato-grossense: uma viola de cocho pantaneira, produzida por um artesão da cidade de Ladário.

Curso

No primeiro dia de curso, os novos juízes tiveram uma manhã de trabalho com o desembargador Eladio, que atua na formação de novos magistrados desde 1982. O período vespertino foi de responsabilidade do juiz federal Vladimir Santos Vitovsky, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, para a discussão do tema ética e humanismo. A ação educacional acontecerá até 28 de julho.

Confira as fotos no Flickr

Fonte: TJMS, com adaptações.