Enfam realiza formação inicial para 96 candidatos à magistratura no Maranhão

FOI-Maranhão---Dr.-PauloA Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) realiza, em parceria com a Escola Superior da Magistratura do Maranhão (Esmam), o módulo nacional do Curso de Formação Inicial, de 8 a 12 de junho. O juiz Paulo Tamburini, secretário-geral da Escola Nacional, participou da abertura e ressaltou o perfil esperado para um magistrado, os desafios da carreira e falou sobre a atuação da Enfam.

Paulo Tamburini comentou ainda que há algumas décadas os cursos de formação eram quase inexistentes. “Sempre tivemos que lidar com três entraves gerenciais e filosóficos: a gerontocracia – com a ideia de que os cursos não são necessários; a falta de valorização da escola como formadora de magistrados; e a dificuldade de repasse orçamentário para elas”, pontuou, enfatizando que muito já se alcançou, mas que ainda há um caminho longo a seguir com as escolas.

O secretário-geral da Enfam frisou que os magistrados devem se capacitar sempre, visando atender uma sociedade em constante evolução. “Espero que todos façam parte do time que quer fazer o melhor em prol da sociedade”. O juiz ainda deixou um alerta aos candidatos da última fase do concurso para ingresso na magistratura. “Aproveitem as facilidades oferecidas hoje para se comunicarem. Trocar experiências, tirar dúvidas e manter a magistratura unida ficou bem mais fácil do que décadas atrás, quando o juiz ficava isolado em suas comarcas”, encerrou Paulo Tamburini.

Participaram também da abertura do módulo nacional do Curso de Formação Inicial, o vice-diretor da Esmam, desembargador Paulo Velten Pereira; os juízes do Maranhão, Josane Braga e Arthur Gustavo; e o juiz Flávio Freitas, do Tribunal de Justiça do Amazonas.

Com informações da Assessoria de Comunicação do TJMA