Enfam realiza primeiro curso de educação à distância

A Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) promoveu, na manhã desta quarta-feira (14), a aula inaugural, por meio de videoconferência, do primeiro curso a distância. O Curso sobre Metodologia de Estudo de Caso marca a iniciativa da Enfam no universo do ensino virtual.

A aula contou com a presença do desembargador Rogério Gesta Leal, tutor do curso, do desembargador federal Tadaaqui Hirose, diretor da Escola da Magistratura da 4ª Região (Emagis), e do secretário da Enfam, Marcos Degaut. Por questões de saúde, o ministro Fernando Gonçalves, diretor-geral da Enfam, não pôde comparecer à aula inaugural.

Durante a abertura do evento, o desembargador federal Tadaaqui Hirose relembrou o histórico de cursos realizados pela Emagis por meio de EAD e destacou as facilidades e vantagens que o método oferece. “O magistrado não precisa se afastar da função jurisdicional e não há gastos com passagens e diárias”, explicou.

O desembargador Rogério Gesta Leal explicou como será a metodologia utilizada no curso: divisão em módulos, postagem de materiais na plataforma, envio de atividades concluídas pelos alunos e avaliação. O tutor ainda ressaltou a importância da efetiva participação dos magistrados: “Vocês não são apenas alunos. São co-autores de um projeto e farão uma contribuição enriquecedora”.

Finalizando, o secretário Marcos Degaut declarou que a Enfam almeja a superação da distância geográfica e planeja disponibilizar 17 cursos por meio do Ensino a Distância, além dos presenciais, no próximo ano. Enfatizou, ainda, que a realização de cursos a distância só é possível em face da valiosa cooperação do Tribunal Regional Federal da 4 Região (TRF4) e da Emagis.

O curso, que conta com a participação de 20 juízes federais, será realizado até o dia 13 de dezembro deste ano e tem como objetivo preparar os magistrados para a utilização da metodologia de estudo de casos.

Foto – Marcos Degaut, secretário da Enfam, desembargador Tadaaqui Hirose, diretor da Escola da Magistratura da 4ª Região e desembargador Rogério Gesta Leal, tutor do curso