Formadores da Enfam começam o Nível 2 do curso Formação de Formadores

Começou nesta quarta-feira (18), em Brasília, o curso Contribuições da Psicologia ao Exercício da Magistratura e à Formação de Magistrados, que equivale ao Nível 2 do curso Formação de Formadores. Participam da atividade 25 formadores da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

A ação educacional tem carga de 24 horas-aula e segue até sexta-feira (20). Com a realização do curso, os participantes passam a compreender o processo de constituição sócio-histórica do sujeito (personalidade), com base nas teorias psicossociais, como também a identificar alguns elementos da teoria das emoções, entre outros conhecimentos e habilidades acerca do tema.

Durante o curso, serão desenvolvidos os seguintes temas: A Psicologia e a Construção Sócio-histórica do Sujeito; Emoções e Racionalidade; O Normal e o Patológico nas Relações Sociais; Interface da Psicologia com o Direito; Quem é o Trabalhador do Sistema Judiciário?; e Entre o Martelo e a Bigorna: Saúde do Magistrado em Cheque.

Segundo Flávia Agra, formadora convidada, a ideia é encontrar as interconexões do direito com a psicologia. “O intuito é oferecer aos magistrados uma forma de integrar conhecimentos da psicologia dentro do exercício da magistratura”, explica. Flávia Agra, além de psicóloga, é servidora da Coordenadoria de Planejamento e Avaliação da Enfam.

As psicólogas Josevony Aparecida e Vera Regina também atuam como formadoras do curso.

Atividade dinâmica

Nesta tarde, durante a aula sobre o tema A Construção Sócio-histórica do Sujeito, foi realizado um estudo de caso, por meio do qual os participantes analisaram casos de personalidades bem-sucedidas no âmbito intelectual e acadêmico, mas que tiveram uma história social complexa, passando por uma transição de vida e caráter, em relação à história e origem do sujeito.

 

Veja mais fotos no Flickr da Enfam.