Magistrados chineses e americanos conhecem trabalho da Enfam

O trabalho desenvolvido pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) está despertando interesse da magistratura de diversos países para troca de informações e experiências. Nesta sexta-feira (13/11), o secretário-geral da Escola, juiz Paulo de Tarso Tamburini e a secretária executiva Márcia de Carvalho receberam a visita das comitivas dos Estados Unidos e da China.

Para Tamburini, a Enfam está no caminho da excelência na formação e aperfeiçoamento dos magistrados. “Estamos construindo bases sólidas para a escola nacional, com a elaboração das diretrizes do ensino, estabelecendo as parcerias nacionais e internacionais e definindo o perfil do juiz do século XXI”, afirmou.

Os magistrados chineses e americanos conheceram o trabalho desenvolvido pela Enfam durante a 7ª Conferência Internacional para Formação e Capacitação do Judiciário (IOJT) realizada no período de 8 a 12, em Recife (PE).

Durante o encontro em Brasília, os magistrados estrangeiros indagaram sobre o funcionamento do Poder Judiciário brasileiro, da magistratura e sobre a relação da Enfam com essas instituições.

A primeira delegação a ser recebida foi a chinesa, composta de juízes e professores Shibing Cao, vice-presidente da China National Judges College, Xeaofang Wang, diretor do Foreign Affairs Office, Associate, Jraling Pan, presidente do Henan Provincial Judges College, Pingan Yu, presidente do Hubei Provincial Judges College e do professor Xinfang Li, da Grangdong Provincial Judges College.

A comitiva americana formada por Mira Gur-Arie, diretora de Relações Judiciais Internacionais da Federal Judicial Center, e os representantes da Embaixada Americana no Brasil, Richa Bhala e Deji Okediji.

A partir desses contatos a Enfam poderá no futuro estabelecer parcerias que possibilitem o intercâmbio por meio da oferta de vagas em cursos ministrados por instituições nacionais e internacionais de formação de magistrados.