Nota de Pesar

É com profunda tristeza que recebemos a notícia do falecimento do Desembargador Eladio Lecey, um dos fundadores e ícones da educação judicial no Brasil e na Ibero-América.

O Des. Eladio dedicou sua vida à formação dos magistrados estaduais e federais, estendendo sua ação e ensinamentos a países irmãos, muito além das nossas fronteiras. Acompanhou a ENFAM desde os seus primeiros momentos, nela ocupando vários cargos. Além disso, dirigiu com brilho e espírito inovador a Escola da Magistratura do Rio Grande do Sul (Ajuris).

Antes de tudo, o Des. Eladio Lecey era um homem bom, dotado de alegria contagiante e impressionante capacidade de trabalho, professor nato, querido e admirado por todos. Deixa a poderosa lição, que sempre repetia, de que a formação judicial é caminho imprescindível para uma Magistratura moderna, profissional, respeitada, atenta às grandes questões do mundo, à proteção dos vulneráveis, à salvaguarda da Natureza e à efetiva realização dos direitos humanos.

O legado do Des. Eladio marcará para sempre a educação judicial, que para ele deveria repercutir diretamente no cotidiano do magistrado. A cada pequeno passo que dermos na direção de um Poder Judiciário transparente, íntegro e justo estaremos pondo em prática a cartilha “eladiana” de como ser um juiz exemplar.

Foi para pessoas como o Des. Eladio que Brecht escreveu: “Há homens que lutam um dia e são bons, há outros que lutam um ano e são melhores, há os que lutam muitos anos e são muito bons. Mas há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis”.

Ministro Humberto Martins
Presidente do Superior Tribunal de Justiça e do Conselho da Justiça Federal

Ministro Og Fernandes
Diretor-Geral da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados – Enfam