Novos juízes do TRF2 participam de Curso de Formação Inicial da Enfam

Nesta segunda-feira (22), os 24 juízes recém-ingressos na magistratura do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) iniciaram o Módulo Nacional do Curso de Formação Inicial, promovido pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

A abertura do módulo foi feita pelo secretário-geral da Enfam, juiz Carl Olav Smith, e pelo presidente da Comissão de Desenvolvimento Científico e Pedagógico da Enfam, Eladio Lecey, junto aos juízes federais Márcia Maria Nunes de Barros e Vladimir Vitovsky.

Na ocasião, o desembargador Eladio Lecey saudou os novos juízes em nome da diretora-geral da Enfam, ministra Maria Thereza de Assis Moura, e destacou a importância que o curso tem para a preparação adequada dos recém-empossados em relação aos desafios da prática jurisdicional e da administração cartorária. O desembargador ressaltou também a oportunidade que o curso oferece aos coordenadores, que, segundo ele, têm chance única de conviver com os novos colegas.

Depois de saudar os participantes, Eladio concluiu falando brevemente do módulo, da Enfam e da Escola da Magistratura Regional Federal da 2ª Região – Emarf. “O Curso de Formação Inicial é um instituto recente. A própria Enfam foi constituída há menos de 12 anos, em novembro de 2006. E as senhoras e os senhores estão usufruindo da atenção da Emarf, que é uma escola de excelência indiscutível, reconhecida nacionalmente”, afirmou.

O curso é formatado com o protagonismo dos participantes, proporcionando-lhes contato com o conhecimento teórico-prático relativo à atividade judicial, levando em conta as diferentes atribuições que os novos magistrados assumirão como agentes políticos e sociais.

Durante a semana, serão abordados os seguintes temas: O Juiz Contemporâneo; Ética e Humanismo; Demandas Repetitivas e os Grandes Litigantes; Questões de Gênero; O Juiz e o Mundo Virtual; Políticas Raciais; Sistema Carcerário; Gestão de Pessoas; Impactos Sociais, Econômicos e Ambientais das Decisões Judiciais e a Proteção dos Vulneráveis; e O Juiz, a Sociedade e os Direitos Humanos.

A ação formativa segue até o dia 26 (sexta-feira), totalizando 40 horas-aula.